Escolha uma Página

Growth hacking, também conhecido como growth marketing, pode ser definido como “marketing orientado a experimentos”. É um método que utiliza recursos e estratégias de marketing digital para ajudar empresas a crescer rapidamente e, também, manter uma boa base de clientes, vender mais produtos e ganhar exposição.

O que é growth hacking?

Nesse contexto, o termo hacking não tem a ver com hackers de computador nem nada assim. Ninguém vai hackear suas contas de banco nem estragar seu computador, pode ficar tranquilo.

Em vez disso, pense mais no growth hacking como em life hacks, como quando utilizado para falar sobre algo simples que facilita a sua vida.

É um termo que, embora mais comumente utilizado para startups e pequenos negócios que não possuem muito dinheiro para gastar com marketing digital, também pode ser aplicado para empresas de qualquer tamanho, com tipo de receita.

Basicamente, esse método utiliza oportunidades/brechas (hacks) para um crescimento acelerado da sua empresa.

Como implantar o growth hacking?

Como já estabelecemos, growth hacking é mais utilizado para empresas que precisam de um crescimento acelerado, em pouco tempo e que, muitas vezes, possuem um orçamento limitado.

Ele encontra formas pouco usuais, testando novos métodos e procurando sempre um boom de crescimento para a empresa.

Mas como isso pode ser feito? Não se preocupe, nós vamos explicar o passo a passo para que você possa implantar esse método na sua empresa.

E

Aperfeiçoe o seu produto

Para esse primeiro passo, você deve analisar as necessidades e preferencias do seu público alvo, e usar esses dados para aperfeiçoar o seu produto.

É importante fazer esse passo para tornar o seu produto mais desejável no mercado e para que você tenha certeza que a sua oferta é a melhor possível antes de utilizá-la para o seu crescimento.

E

Tenha objetivos realistas

Também é essencial que você não tenha expectativas irreais sobre o que você pode conseguir com o growth hacking. É claro que este é um método de crescimento rápido, mas não espere conseguir um milhão de seguidores em dois dias.

Será bem melhor se você definir um objetivo realista do que é possível conseguir com esse método. Dessa forma, você poderá focar no tempo que você tem para atingir esse objetivo e quais serão os métodos testados para alcançá-lo.

E

Teste vários métodos

O growth hacking é baseado na criatividade e experimentação.

Por isso, é essencial que você teste os métodos que funcionam e os que não funcionam para a sua empresa.

Você pode fazer testes simples e diretos ao ponto, dessa forma você pode focar em registrar os resultados dos testes e até mesmo combinar os métodos que mais trouxeram resultados de crescimento.

E

Analise a performance

A análise do seu método é essencial para se manter dentro dos seus objetivos. Os dados encontrados após o período de testes podem ser usados para adaptar os seus métodos.

Dessa forma, você pode também ajustar desde o seu produto, para que ele seja mais atraente, até os seus objetivos finais.

E

Faça ajustes e aplique

Por último, mas não menos importante, é importante que você realmente faça os ajustes necessários para o funcionamento otimizado do seu growth hacking e para que a sua marca se torne cada vez mais competitiva.

É essencial que você aprenda com o que você observou durante os testes, pois isso diz muito sobre o seu produto e o que o público alvo procura.

Como a maioria das coisas, o sucesso só vem com um pouco de paciência e prática.

Exemplos de growth hacking

É claro que, agora, podemos dar alguns exemplos de ações tomadas por growth hackers, e você poderá ver por si só como esse método realmente funciona!

E

Dropbox

Sabe o esquema de “indique um amigo, e se ele fizer uma conta você ganha algo”? Então. Esse é um exemplo de uma ação de growth hacking, que foi muito utilizada pelo Dropbox.

Muitas pessoas acabaram fazendo propaganda do Dropbox para ganhar armazenamento, e agora ele é um dos maiores em seu ramo.

Além disso, também temos exemplos como no PicPay, que oferece dinheiro se um amigo que você recomendou fizer um pagamento pelo aplicativo, e o Uber, que também oferece descontos quando amigos fazem a primeira corrida.

E

Hotmail

Lá no início do Hotmail, a empresa colocou uma assinatura automática em todos os e-mails enviados pela plataforma, por todos os usuários, que falava que todos poderiam criar um e-mail de graça por lá, seguido de um link.

Em uma época em que muitos provedores de e-mail ainda eram pagos, isso chamou muitos novos clientes para essa plataforma de e-mail.

E

Facebook

No início, o Facebook era uma rede social bastante exclusiva, sendo que apenas universitários poderiam criar uma conta. Depois que foi liberada a entrada de todos, foi preciso pensar em como manter o interesse em algo que não era mais exclusivo.

A sua primeira estratégia foi deixar que os usuários incluíssem wigdets e badges aos seus perfis. 

Depois disso, passou a oferecer a possibilidade de se conectar ao e-mail para achar seus contatos. Hoje em dia, isso pode ser feito com o número de telefone também.

Ou seja, eles encontraram uma maneira de engajar seus usuários e manter as pessoas ativas na rede social. Deu certo, não é mesmo? O Facebook, atualmente, é a rede social mais utilizada no mundo.

Agora você já sabe o que exatamente é o growth hacking e como utilizá-lo em sua empresa. Curtiu as informações? Então não se esqueça de nos acompanhar aqui no blog, no Instagram e no Facebook para ficar sempre por dentro das novidades.

Confira também nosso post sobre Call to Action e sobre o que é Target.

Comentários

Comentários